Tati Nassif Pro

Entenda a diferença: Cães de assistência x Cães de Terapia x Cães de suporte emocional

19 de fevereiro de 2024

|

Tatiana Nassif

O poder dos cães

Você já ouviu falar em algum desses termos?
Os cães desempenham papéis importantes em várias capacidades dentro do contexto do bem-estar humano. Cada função tem seu próprio conjunto de requisitos de treinamento e responsabilidades. Por isso, a escolha do tipo de cão dependerá das necessidades específicas da pessoa e das condições em que o cão será envolvido.

Entenda a diferença de cada função:

Cão de Assistência:

Esses cães são altamente treinados para realizar tarefas específicas que ajudam pessoas com deficiências físicas ou limitações funcionais. Eles têm direitos legais para acompanhar seus donos em locais públicos, devido às leis de acessibilidade. Existem diferentes tipos de cães de assistência, incluindo:

  • Cão-guia: Auxilia pessoas com deficiência visual, orientando-os em obstáculos e direções.
  • Cão de serviço: Ajuda pessoas com deficiências físicas realizando tarefas como pegar objetos, abrir portas e até mesmo chamar ajuda em caso de emergência.
  • Cão de alerta médico: Treinado para detectar mudanças físicas, como flutuações nos níveis de açúcar no sangue, em indivíduos com condições médicas específicas, como diabetes.
  • Cão de mobilidade: Auxilia pessoas com dificuldades de mobilidade, fornecendo apoio físico ao caminhar, subir escadas, entre outras atividades.

Cão em Terapia Assistida:

Estes cachorros são treinados para interagir com indivíduos ou grupos com a supervisão de um profissional de saúde, como um psicoterapeuta por exemplo. Seu objetivo é melhorar o bem-estar emocional, mental e físico das pessoas. Eles podem atuar com visitas a hospitais, lares de idosos, escolas ou outros ambientes terapêuticos. Cães de terapia assistida não possuem direitos legais especiais e não podem entrar em lugares públicos onde animais de serviço são permitidos.

Há um trabalho comportamental importante a ser desenvolvido com esses cães com base nas especificidades do atendimento que ele irá participar. Muitas vezes esse tipo de atividade acontece em conjunto com outros profissionais da área da saúde como psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros e outros.

Cão de Suporte Emocional:

Eles também têm a finalidade de proporcionar conforto e alívio emocional, mas são mais direcionados para indivíduos com problemas de saúde mental, como ansiedade, depressão ou transtorno de estresse pós-traumático. Eles não precisam de treinamento tão rigoroso quanto os cães de assistência, mas ainda assim podem fornecer apoio significativo. No entanto, em termos legais, cães de suporte emocional não possuem os mesmos direitos de acesso público que cães de assistência.

Nesse ponto a psicologia e o comportamento animal se aproximam muito. A maioria dos cães naturalmente traz uma ´serie de benefícios para uma família, mas se tratando de momentos mais delicados, saber conduzir o momento quando se tem um cão é fundamental. O apoio profissional pode ser crucial nessa fase e garantir uma passagem sem tantos efeitos colaterais para as duas espécies. E se a pessoa ou a família ainda não possuem um pet, mas pensam que pode ser um caminho para o conforto emocional e o apoio diante das dificuldades, escolher e se preparar com acompanhamento profissional é determinante para o sucesso no tratamento e na adaptação do cão e da família.

Se você está em busca de um cão que possa te auxiliar em alguma dessas frentes, fale comigo e veja como posso te auxiliar no processo da busca pelo cão ideal.

POSTS EM DESTAQUE

Siga no Instagram

Visite o Lattes

Conecte-se-se no LinkedIn

Picture of Tatiana Nassif

Tatiana Nassif

Consultora Mercado Pet, Professora e Palestrante, Psicóloga e Terapeuta, Produtora de conteúdo, Empreendedora, Idealizadora da Dog Adventure Centro de Treinamento Canino